Torna - 6160-498 Oleiros - Portugal
Tel: (+351) 272 680 010 - Fax: (+351) 272 680 019 
GPS: 39.915707 / -7.910946
geral@hotelsantamargarida.pt

Pontos de Interesse

Na região e a não menos de uma hora do Hotel Santa margarida, tem inúmeros pontos de interesse a visitar, desde praias, monumentos e museus, áreas naturais, restaurantes, etc. E uma variedade de actividades para fazer: Natação, Passeios Pedestres, Pesca,Desportos de Aventura, Canoagem. 

Numa área de 20Km (ou a 01h)

Praias Fluviais:

Nome: Praia Fluvial do Açude Pinto
Local: Oleiros
Coordenadas GPS: 39º55.250 / 07º53.512

Infra-estruturas:

  • Bar/esplanada
  • Parque de merendas com grelhador
  • Parque Infantil
  • Chuveiros
  • WC público/balneários
  • Relvado
  • Solário
  • Represa/ponte
  • Piscina infantil
  • Parque de estacionamento
  • Fonte
  • Levada
  • Parque de Campismo
  • Posto Médico

O que ver/fazer:
Natação
Passeios Pedestres


Nome: Praia Fluvial de Cambas
Local: Cambas
Coordenadas GPS: 40º0.760 / 7º50.825

Infra-estruturas:

  • Bar/esplanada
  • Parque de merendas/grelhadores
  • Restaurante
  • WC público/balneários
  • Solário
  • Parque Infantil
  • Equipamento náutico

O que ver/fazer:
Natação
Passeios Pedestres
Pesca
Desportos de Aventura
Canoagem


Nome: Praia Fluvial de Álvaro
Local: Álvaro
Coordenadas GPS: 39º58.648 / 7º57.691

Infra-estruturas:

  • Bar/esplanada
  • Parque de merendas/grelhadores
  • Parque infantil
  • WC público
  • Solário
  • Piscina infantil
  • Fonte
  • Piscina flutuante
  • O que ver/fazer:
  • Natação
  • Passeios Pedestres
  • Pesca
  • Canoagem
  • Desportos aquáticos
  • Gaivotas no Zêzere

 

Monumentos e Museus

Nome: Igreja Matriz de Oleiros
Local: Oleiros
Coordenadas GPS: 39º55.026/ 7º54.817

Nome: Igreja Matriz do Estreito
Local: Estreito
Coordenadas GPS: 39º57.349/ 7º48.552

Nome: Capela da Misericórdia de Álvaro
Local: Álvaro
Coordenadas GPS:39º58.540/ 7º57.935

Nome: Igreja Matriz de Álvaro
Local: Álvaro
Coordenadas GPS:


Nome: Ponte Romana
Local: Álvaro
Coordenadas GPS: 39º58.585/ 7º51.579

 



Áreas naturais

Nome: Cascata da Fraga da Água d’Alta
Local: Orvalho
Coordenadas GPS:40º1.391/ 7º47.667

Nome: Garganta do Zêzere
Local: Admoço
Coordenadas GPS:40º1391/ 7º48.536

Nome: Meandros do Zêzere
Local: Álvaro
Coordenadas GPS: 39º57.930/ 7º59.725

Nome: Miradouro do Picoto
Local: Muradal
Coordenadas GPS:39º55.132/ 7º44.431

Nome: Miradouro do Muradal
Local: Muradal
Coordenadas GPS:39º57.720/ 7º46.424

Nome: Miradouro do Cabeço Mosqueiro
Local: Orvalho
Coordenadas GPS:40º1.726/ 7º48.183


 
Onde Comer

Nome: Restaurante Callum
Local: Hotel Santa Margarida, Oleiros
Coordenadas GPS: 39.9157, -7.9107
Ementa Sugerida: Menu degustação de produtos regionais.


 
Outros Pontos de Interesse

Pomar de Medronheiros
Local de Estreito
GPS: 39º56.540/ 7º48.564
Medronheiro (Arbutus unedo L.): Espécie arbustiva autónoma destas montanhas, a suas múltiplas utilizações e potencialidades fazem desta uma riqueza de Oleiros. A aguardente “medronheira” da região é afamada, assim como os novos produtos locais que estão a surguir, como os doces. No Estreito existe um inovador “pomar” de medronheiros, que através de novas técnicas tem atraído muitos especialistas.

Souto de Castanheiros
Local de Isna
GPS: 39º51.874/ 7º51.908
Castanheiro (Castanea sativa Mill.): A castanha foi durante séculos a base da alimentação das gentes locais. A Isna foi uma zona de castanheiros, os quais foram ameaçados de extinção pela doença da tinta. Actualmente persistem no concelho algumas manchas importantes de castanheiros, como na Isna, onde se podem encontrar exemplares de muitos séculos de coexistência com o Homem.

Ponte de Felgueiras
Para lá chegar, deverá percorrer um troço em terra, mas valerá a pena. A frescura do lugar aliada ao som forte da água que vence o açude, ilustrada com um apontamento de história pelas edificações existentes em pedra, como uma ponte que o povo atribui ao tempo dos Filipes, fazem deste lugar um dos mais pitorescos e encantadores lugares da região.



O que ver/fazer na Vila

Jardim Municipal:
Situa-se no local anteriormente designado por Devesa, foi construído nos anos de 1975/76. É um local frondoso e com bastantes sombras, exibe um coreto e um lago onde está alojada uma fonte luminosa. Aqui os oleirenses prestam homenagem ao Padre António de Andrade, colocando um memorial em xisto (1986), no qual se evidencia o feito deste Padre Jesuíta (nasceu em Oleiros no ano de 1580), “escalador dos Himalaias e descobridor do Tibete”.

Casa do Padre António de Andrade:
Na anteriormente designada Rua do Outeiro, situa-se “um vasto edifício de boa perspectiva, com suficiente pé direito e janelas maiores”. Foi neste local, que provavelmente nasceu o Padre António de Andrade, está projetada para este local a Casa Memória Padre António de Andrade, a qual albergará também o Museu da Montanha.

Casa da Cultura:
Neste edifício funcionou a Câmara Municipal, as Finanças e a Escola, e no rés-do-chão a Cadeia. Situa-se na Praça da República e sofreu em 2001 obras de reconstrução, na qual se manteve a traça original. Desde 2006 funciona aqui a Casa da Cultura de Oleiros que alberga a Biblioteca e o Auditório Municipal.

Capela da Sra. Mãe dos Homens:
Considerada desde sempre como “a mais elegante de todas as capelas” data do séc. XIII, com planta transversal de nave única e de tecto revestido com doze magníficos caixotões, com temas marianos assim como o altar-mor, cujo retábulo possui extrema elegância. A fachada no centro exibe um frontão triangular em ardósia, tal como as janelas. É rematada em cornija e beiral.

Capela do Senhor dos Passos:
Anexa à Igreja da Misericórdia, esta capela recolhe as imagens, em tamanho natural, de S. João Evangelista, de Nossa Senhora das Dores, do Senhor dos Passos e do Senhor Morto. Apenas saem deste local por altura das seculares celebrações do Senhor dos Passos e da Semana Santa.

Capela da Misericórdia:
Classificada como Imóvel de Interesse Público, foi construída no século XVI. Em 1714, foram concluídas as obras de reconstrução, conforme inscrição que se exibe na sua fachada principal. Na boca do camarim do altar-mor encontra-se um impressionante quadro a óleo sobre tela datado de 1812 que representa a Visitação de Nossa Senhora a Santa Isabel.

Sociedade Filarmónica Oleirense:
É a colectividade mais antiga de Oleiros, data de 1894, mas só em 1959 teria estatutos. Antes dessa data, atingiu o ponto mais alto a nível artístico, e de aceitação pelo público, sendo mesmo apontada como a mais representativa filarmónica de toda a Beira Baixa.

Solar dos Viscondes:
É a casa de maior nobreza da vila, ilustrada num edifício de grande imponência que para Oleiros representa “um verdadeiro palácio, pela sua agradável perspectiva, vastidão e situação”. Este solar pertenceu à família Albuquerque que chegou a ser elevada ao Viscondado. Ao lado direito deste imóvel encontra-se anexa a capela de Nossa Senhora de Guadalupe, edificada em meados do século XVIII.

Moinhos:
Junto à chamada “Fonte das Freiras” existem uns moinhos construídos de xisto. A mó destes era impulsionada pela água trazida até ali na levada “Pinto” que iniciava o seu percurso no local de Açude Pinto. Para além de regar as várzeas cultivadas, esta era ladeada por árvores de frutos variados. Estes moinhos, tal como a levada, faziam parte da economia do Solar dos Viscondes. Eram proprietários de grandes extensões de terrenos agrícolas, nos anos de maior crise, eram o sustento da Vila de Oleiros.

 

Reservas

Este site utiliza cookies. Continuando a navegar está automaticamente a autorizar os mesmos. Continuar